Casal de Joinville faz roupinhas de crochê para bebês e doa a famílias sem condições de pagar enxoval



Recentemente mostramos um grupo de voluntários que faz ninhos adoráveis para ajudar animais feridos em abrigos pelo mundo  e muitas outras formas de expandir a arte do crochê para diversos universos possíveis (aproveite e acesse 
Os benefícios de fazer tricô são diversos, desde aliviar o cansaço mental, falta de ânimo, ou até diminuir o estresse. E um casal de Joinville (SC) sabe muito bem o que isso é.
O crochê é a diversão preferida dos simpáticos Terezinha e Ar tidor, que passam cerca de 12 horas por dia crochetando “Fico o dia todo fazendo. Não faço outra coisa, porque eu gosto de estar fazendo coisinhas assim”, disse o seu Ar tidor, em entrevista à 
E eles conseguem ser ainda mais maravilhosos: toda essa dedicação e carinho não são para fazer produtos comercializáveis, mas sim para doar todas as roupas para bebês em situação vulnerável.
croche8

As peças vão desde casaquinhos a toucas de lã, que são enviados para um projeto que ajuda a confeccionar enxovais para mamães sem condições de comprar as roupinhas de seus bebês, o Mutirão do Amor.
A gente faz pro Mutirão do Amor e também eu faço pra dar de presente para pessoas conhecidas, às vezes, uma irmã quer dar um presentinho pra uma grávida e daí eles trazem a lã e eu faço”, diz dona Terezinha. “Sempre pra doação”, enfatiza.
Muito amor hein? Assista ao vídeo da reportagem com eles falando um pouco mais sobre suas atividades e tente não se apaixonar:

croche8

croche4-1


croche7


croche5-1

croche3-1